segunda-feira, 17 de março de 2014

Ser ou parecer artesã?

Resolvi escrever esse post porque estou vendo muitas coisas acontecendo nos grupos de artesanato e nas páginas do Facebook.

A primeira delas é sobre moldes. Eu não tenho tempo para publicar os moldes que tenho. Antes eu rabiscava no papel e digitalizava, mas fica feio e confuso. Resolvi que não vou publicar enquanto não vetorizar, mas fazer isso dá muito trabalho e toma um bocado de tempo. Então resolvi que vou montar uma apostila com 5 moldes e PAP, por um precinho bem lá embaixo. Algumas "artesãs" ficam tão chateadas, que até fui agredida verbalmente. Sem contar quando se passam por cliente para sondar preço e saber como trabalho. Coisa feia, viu?! Como quer respeito desse jeito? Se precisa de alguma informação é só pedir e quando digo que só tenho o molde cortado pode acreditar! É verdade! Dou prioridade à entrega das encomendas, pois esse é o meu ganha pão. Quando puder vou publicar, prometo!

Diariamente vejo artesãs pedindo moldes para concluir uma encomenda. Primeiro de tudo: se você não sabe fazer e não sabe se vai conseguir confeccionar o molde, NÃO VENDA! Não fique dependente do árduo trabalho da colega. Ser artesã é muito mais que fechar uma encomenda custe o que custar. Se você está com a cabeça nisso $$$$$, talvez seja melhor procurar outra área. Todas temos contas pra pagar, mas o retorno financeiro só chega se você ama o que faz e busca aperfeiçoamento constante. Aprenda a usar um software de design, invista em boas ferramentas e busque sempre. Não espere que outra artesã possa fazer algo por você.

Tem pouco mais de um ano que trabalho com feltro e sei que ainda tenho um longo caminho pela frente. Tudo que aprendi até agora foi pesquisa e observação. Não se iluda! Vai ter que estudar e muito! Eu sempre digo: para quem não sabia pregar um botão, evolui bastante. Se esforce ao máximo.

Se você não tem muita paciência com clientes, esqueça o artesanato. Já perdi as contas de quantas vezes fui dormir tarde respondendo dúvidas. E quer saber? Prefiro que seja assim: tudo muito bem explicado. Já é difícil entrar em uma loja e tomar decisões, imagina comprar de uma pessoa que você nunca viu e ainda pela internet? Mande um orçamento detalhado, converse, pergunte o que não ficou claro. Saiba que uma cliente, mesmo não fechando uma encomenda, pode ajudar a direcionar o seu negócio. Na semana passada fechei uma encomenda que me trouxe não somente retorno financeiro, mas experiência. A cliente pensou na montagem do produto de uma forma que eu não tinha imaginado e agradeci por isso. Sei que tem muita coisa desgastante, onde devemos pensar se vale a pena ou não. Se atravanca sua empresa, desapegue... Avalie cada possibilidade e situação.

Repare que não sei desenhar, mas tento todo dia!

Talvez minhas palavras tenham sido duras, mas estou falando de coração aberto. É assim que percebo as situações do cotidiano de quem trabalha na área. O artesanato não pode ser encarado como muleta, uma opção para quem teve uma frustração profissional. Se quer retorno imediato e pensa que trabalhar em casa vai ser mais fácil, você pode se decepcionar.  Encare com amor seu novo ofício e invista nele. Tenho certeza que se tudo isso estiver bem claro na sua mente, vai ser mais tranquila a sua jornada.

Se o bichinho do feltro lhe morder, abra um sorriso e seja feliz!

Beijos e até a próxima!



26 comentários:

  1. Belas e verdadeiras palavras. Participo de um grupo de moldes no Facebook e o povo quase se mata por moldes e pap, coisa feia! Beijão e sucesso para vc!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Fabiana! Infelizmente muitas ainda não entenderam o que é ser artes. Eu não tenho nenhum problema quanto a isso e até gosto de repassar. O problema é a falta de respeito. Acho que nós temos que buscar mais, passar mais tempo tentando e não querer que tudo venha fácil. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Falou de coração!! Vc faz coisas lindas!!! PARABÉNS!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, Filomena! Beijos.

      Excluir
    2. amei sua postagem....perfeita disse tudo, vou compartilhar ok. bjs

      Excluir
  4. Fora que tem aquelas que marca na sua foto falando p outra fulana faz um desse p mim,é o fim lamentável!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Ética e bom senso tem que estar presente em qualquer profissão.

      Excluir
  5. Uauuu já sou sua fã, rsrsrsr, parabéns pelas palavras, pelo bom senso e profissionalismo.. Adoreiii!! rsrsrsrs..

    ResponderExcluir
  6. Falou tudo e mais um pouco! É isso mesmo...ser artesã não é produzir uma peça e ganhar dinheiro, é pesquisar, observar, tentar, tentar de novo, riscar, cortar mil vezes se for preciso, fazer testes, dormir pensando, acordar pensando, ou pior, nem dormir e só depois produzir e vender..ir logo para o finalmente é muito fácil!

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre fui arteira. Artesã tou tentando ser agora.
    Sempre gostei de desenhar, me profissionalizei em desenhos técnicos, mas consigo utilizar as mesmas ferramentas para fazer minhas arteirices. E consigo também desenhar à mão. Fico triste e desapontada com pessoas que mais parecem colecionar moldes que efetivamente 'cortar, colar, costurar, pintar, bordar, crochetar'... As vezes me sinto sozinha na multidão, pois amor à arte é diferente de muita coisa que tenho visto por aí.
    Parabéns pelas palavras. De maneira inteligente e principalmente EDUCADA 'disse' o que muita gente precisa ouvir.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. sei bem o que é isso, já tive projeto copiado na maior cara de pau, mas como tenho facilidade de fazer meus próprios moldes, procuro esta sempre um passo a frente ... divulgo e compartilho o que eu crio, mas fico indignada com as pessoas que se acham artesã e alem de copiar seus moldes os divulgar como se fosse donas do msm, acham que a net é um território sem lei, ate no meio dos bandidos existe ética, mas bola pra frente que atras vem gente..não da pra concertar o mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nem ligo se copiar. Só acho que as pessoas querem tudo de mão beijada e nem se dão o trabalho de colocar o papel sobre o monitor para riscar. Eu utilizo o molde da Érica Catarina para fazer a Branca de Neve, mas se você reparar não faço igual e nem fui lá pedir o molde. Aliás, nunca pedi um molde... Mas é assim mesmo... Problemas toda área tem, mas fica quem busca mais. Beijos

      Excluir
  9. Pois é, Amanda. Acho que o primeiro passo é amar o que faz e o segundo encarar o artesanato como qualquer outra profissão. Passei 4 anos dentro da faculdade para me formar em comunicação e com o feltro não poderia ser diferente. Depois não adianta ficar reclamando a falta de reconhecimento. O mundo só devolve pra gente aquilo que jogamos nele. Obrigada pelo incentivo! Beijos

    ResponderExcluir
  10. Pois é..... Admiro seu trabalho há muito tempo, agora admiro ainda mais. Sei q tem pessoas q tem uma dificuldade gigante em produzir moldes, mas tb sei q tem aqueles que querem apenas se beneficiar do trabalho dos outros.... Eu tb tenho muito molde q fiz a mão, q está apenas cortado e, caso eu perca, nem eu terei outo igual, mas nem todos entendem isso...... Eu participo de um monte de grupos de moldes, sempre q posso compartilho os que tenho, mas, na maioria das vezes que precisei, as pessoas não compartilhavam, ou só o faziam se fosse uma troca..... Fica tudo muito feio, muito jogo de interesses. E depois criticam aquelas que levam horas para produzir um trabalho e querem vender seus moldes..... Como disse, muito feio. Mas paciência, tento prosseguir e juntar o máximo de conhecimento possível... quem sabe um dia não serei uma artesão completa? BJOOOS

    Ah! Como iniciante que sou, não poderia deixar de pedir para seguirem meu blog!!! rsrsrsrsrsrs
    http://ateliefio2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Amanda, eu adoro ajudar. Tem gente que me pede dicas e não moldes. Sempre que posso compartilho na maior boa vontade. O problema é quando me desrespeitam e até me agridem pelo fato de não poder compartilhar no momento. Eu também tenho minhas limitações, mas eu racho minha cabeça até conseguir. Choro, me descabelo toda, mas tento aprender com as coisas chatas que acontecem no caminho. Obrigada pelas palavras e sucesso pra você! Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Palavras perfeitas bem colocadas, não eh fácil criar e copiar eh rápido, e pra piorar trocam detalhes ou quase nada e postam criação kkkk. Parabens pelo lindo trabalho. Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Cynthia. Quando uso o molde de alguém, como os da Érica Catarina, sempre procuro dar os créditos. Nada mais justo, né? Beijos.

      Excluir
  13. Parabéns, Marcele!!! Assim como você já me deparei com essas situações e é muito chato! E quando a pessoa posta uma foto do nosso trabalho dizendo que é dela então.... palavras sábias as suas.... afinal tem pessoas que acham que podem obter sucesso se utilizando do suor dos outros. Que Deus te abençoe e te conceda sucesso a cada dia. Curto seu trabalho! Abraço carla jiodano " coisas de mãe carla"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo apoio e pelas palavras, Carla. Beijos

      Excluir
  14. Você é uma querida!
    humildade é o princípio do sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho! É muito bom ter vocês por aqui!

      Excluir
  15. Parabéns pelo seu trabalho,que é lindo!!!!!E vc tem toda razão...vejo nos grupos uma clara preguiça em pesquisar e de fazer tentativas para produzir um produto com sua marca,sua identidade.As pessoas querem tudo pronto e só copiar!!!!!! Bjs e sucesso!!!!!

    ResponderExcluir